Saga Super Mario: Popularidade inesgotável e explorada até seus limites.

Por Thiago Mattos

                 Os jogos que envolvem o nome “Mario” já venderam mais de 230 milhões de cópias ao redor do mundo. Sendo que boa parte dessas vendas (não encontrei um número exato, mas creio que seja pouco mais de 30%), são de games como Mario Kart, Mario Party, Mario Golf, Mario Tennis e tantos outros que a Nintendo espertamente programou para aproveitar a popularidade dos jogos tradicionais, de aventura, como Mario Bros, Super Mario World e Super Mario 64. Vamos tentar explicar todo esse sucesso.

A primeira aparição do bigodudo foi em Donkey Kong em 1981, mas até então era chamado de “jumpman”, em 1983 ele surgiu com seu nome e já com Luigi (Mario verde para os leigos) em Mario Bros. Há 30 anos os videogames eram embriões do que são hoje, jogar Tetris era a grande moda. Nesse contexto aparece um jogo de aventura, no estilo plataforma. Um encanador baixinho e barrigudo que salva uma princesa de uma tartaruga gigante (Bowser). Esporadicamente existe a ajuda de um irmão engraçado e medroso e posteriormente de um dinossaurinho meigo e guloso (Yoshi), tudo isso no reino dos cogumelos. Bizarro, divertido e romântico. Características que juntas agradam inúmeras personalidades. Um game com referências italianas de uma marca japonesa que já era consolidada nos E.U.A. Pronto, está pronta a receita para se ter um imenso público alvo.

Os jogos conseguiram se adaptar as diferentes gerações de videogames, saíram do 2D para o 3D e do joystick tradicional para os controles de hoje, em que se aponta pra tela e se joga em outra perspectiva, a diversão continua a mesma. Nove anos após Mario Bros, é lançado Super Mario Kart e pronto, foi o estopim pra Nintendo lançar todos os jogos possíveis com a turma do “Mushroom Kingdom”, hoje em dia só falta um jogo de tiro em primeira pessoa. Não há um ano sequer que a Nintendo fique sem lançar um jogo com essa marca. Mario Kart chega a rivalizar com a série principal. A marca “Mario” não fica saturada, pois o intervalo (dentro de determinado gênero) de um game pra outro, é de quatro ou cinco anos, contudo, como são diversos gêneros, sempre tem um lançamento bombando, além disso, hoje se tem um público segmentado, tem gente que já largou os games de aventura, mas joga Kart, Paper ou Tennis. Resumindo, a Nintendo tem uma meta, fazer todo mundo jogar Mario.

Diferentemente de Sonic, onde é quase unanimidade que os mais antigos são os melhores, com o Mr. Nintendo as opiniões se dividem, porém os saudosos tem um forte argumento. New Super Mario Bros Wii que é um retorno as origens da série, vendeu mais que Super Mario Galaxy, apesar deste ter sido aclamado pela critica. O embate épico e em seus mínimos detalhes entre o porco espinho e o encanador, você confere na próxima terça.

Vídeos: Todos sabem que as musiquinhas da saga Mario, são um dos seus grandes trunfos, como quase todos conhecem a jogabilidade da maioria de seus jogos, decidi colocar dois vídeos com músicas da saga, umas muito famosas e outras que podem te surpreender. Enjoy it! 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s