K-POP – E você achando que na Coreia só tinha guerra.

            Por José Augusto Neto

Aposto que para muitos quando se fala em música pop coreana a primeira coisa que vem a cabeça é aquele famoso som no melhor estilo “chingling”.

Para essas pessoas eu tenho duas grandes notícias: A primeira é que a música pop coreana ou K-Pop é um gênero de música razoavelmente semelhante ao pop americano e a segunda é que esse estilo está em franca expansão não apenas pela Ásia, mas pelo mundo todo.

A música popular coreana nasceu do Trot, um gênero típico da Coreia, que é derivado do Foxtrot e da Musica Gospel americana. O Trot reinava absoluto no país até que grupos como Seo Taiji & The Boys e Deux, em meados dos anos 90, passaram a incorporar o Pop, o R&B, o Hip-Hop e o Rap a suas músicas. Dessa mistura de gêneros nasceu o K-Pop que muito mais que um estilo de música é um movimento cultural, uma vez que este engloba também a moda, o cinema e outros tipo de mídia.

Justamente após a iniciativa de Seo Taiji & The Boys iniciou-se a expansão da cultura coreana, a esse fenômeno os especialistas chamaram de onda Hallyu que é a difusão da cultura coreana e seus subprodutos(moda, cinema, música) pelo mundo. A onda hallyu começou a ser notada primeiramente com a música e logo depois com a exportação de filmes e novelas, dentre os mais conhecidos estão o seriado “Winter Sonata” que conta a história de Joon-Sang, um jovem que em busca de seu pai biológico se apaixona por Yu-Jin ,mas acaba perdendo a memória devido a um acidente. Depois do acidente Joon-Sang é levado para os Estados Unidos por sua mãe. Dez anos depois o casal se reencontra, mas devido a perda de memória, Joon-Sang não se lembrade Yu-Jin, que por sua vez ainda nutre um amor pelo rapaz. Com uma trama envolvente o seriado logo se tornou extremamente popular em toda a Ásia.

Atualmente a onde Hallyu atingiu países como Estados Unidos, com entrada de grupos coreanos no mercado fonográfico americano, e até mesmo o Brasil, exemplo disso são os eventos que tem acontecido em nosso país como o United Cube e o Kpop Cover Dance Festival.

FanCam Mblaq em São Paulo durante o Kpop Cover Dance Festival: 

FanCam 4Minute em São Paulo no United Cube:

São vários os artistas relevantes, mas vou dar ênfase a apenas três:

Girls’ Generation:(Da esquerda para a direita: Sunny, Tiffany, SooYoung, SeoHyun,Yuri, YoonA, Jessica, HyoYeon e TaeYeon)         

Girls’ Generation é um grupo composto por TaeYeon, Jessica, Tiffany, Yuri, HyoYeon, Sunny, SooYoung, YoonA e SeoHyun e é dito como o grupo líder da onda Hallyu e também responsável por meus ataques quase diários de FanBoy. Debutando com imagem fofa as garotas aos poucos foram assumindo conceitos mais adultos, mas sem nunca perder a compostura, afinal de contas são coreanas.

As meninas atuam no mercado japonês e coreano e recentemente lançaram o single americano “The Boys”. Além dos projetos solos o grupo possui uma Sub-Unit chamada TaTiSeo composta pelas integrantes TaeYeon, Tiffany e SeoHyun, e é mais focada nos vocais.

Apesar dos inúmeros girl groups coreanos Girls’ Generation ou So Nyeo Shi Dae (SNSD), como são chamadas na Coreia, atingiu status de estrelas não apenas pela suas músicas de sucesso, mas sim pelas suas personalidades únicas e pelo grande amor que as garotas nutrem umas pelas outras bem como por seus fãs.

Big Bang

Big Bang:(Da esquerda pra direita: DaeSung, T.O.P, TaeYang, G-Dragon e SeungRi)

Big Bang é uma das boy bands coreanas de maior repercussão internacional, ganhadores de um EMA como melhor Artista Internacional, donos de diversos hits na Ásia e detentores de uma tour com passagem programadas por todo mundo, inclusive no Brasil, eles são, pelo menos ao meu ver, o grupo com mais chance de sucesso internacional uma vez que que suas músicas se aproximam muito do pop americano.

 O Grupo é composto por G-Dragon, T.O.P, TaeYang, Daesung e SeungRi, todos os integrantes possuem  carreiras solos estáveis e T.O.P e G-Dragon participam de uma sub-unit chamada GD&TOP. Big Bang é um daqueles grupos que você pode até não gostar do grupo como um todo, mas pelo menos um dos integrantes com seus estilos diversos conseguirá te cativar.

BoA

BoA é muito mais do que boa. Trocadilhos a parte BoA é indubitavelmente uma das maiores estrelas da cena K-Pop.  Ela debutou na Coreia no ano de 2000 com apenas treze anos com o “Single ID; Peace B”. Em 2002 ela entra no mercado japonês com o álbum “Listen to my Heart”e inicia a sequencia de seis álbuns consecutivos em primeiro lugar da parada “Oricon”. Em 2008 se lança no mercado americano com o single “Eat you Up” e em 2009 lança seu álbum “BoA”. Agora a cantora retorna ao mercado coreano com o álbum “Only One”.

 Se eu fosse descrever tudo que BoA já fez eu passaria toda eternidade aqui e ficaria sem material pro post que pretendo fazer sobre ela. BoA é acima de tudo uma pioneira, é a primeira cantora coreana solo a se lançar no mercado japonês e  americano e também  a primeira cantora asiática não japonesa a alcançar o topo da Oricon. BoA tem um estilo de canto e dança que a faz única provando que ela realmente merece o título de rainha do K-Pop.

Outros artistas também merecem destaque como: ShinEE, F(X), After School, Ailee, IU, Super Junior, 2NE1, DBSK, JYJ, SISTAR, T-Ara, Wonder Girls, 4Minute, Beast, G.NA e muitos outros.

Uma gama de fatores torno o K-Pop atraente, como o gênero é derivado de uma mistura de diversos estilos musicais as músicas possuem uma sonoridade diferenciada que pode agradar os mais diversos ouvidos, além disso, as coreografias dos grupos são envolventes e bem elaboradas e o clipes, mesmo que nem todos, possuem uma qualidade técnica comparável ,quiçá superior a de muitos artistas ocidentais.

O K-Pop tem mostrado seu poder como movimento cultural levando massas a grandes estádios e casas de shows e influenciando pessoas em todo o mundo a adotar alguns costumes da cultura coreana. A meu ver a era do K-Pop apenas começou e com as tentativas de diversos artistas de entrar no mercado ocidental podemos esperar grandes novidades para os brasileiros e quem sabe até mesmo um SM Town aterrissando em terras tupiniquins.

Playlist K-POP Greatest Hits:

Um Comentário

  1. Pingback: Artistas Coreanos no Japão – Uma reviravolta na História. | pacult

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s