Idols e Idol Groups – É que nem formação de quadrilha, só que com meninas bonitinhas que cantam.

Por José Augusto Neto

A palavra ídolo por definição significa: Objeto ou pessoa pelo qual se nutre adoração. Para música, em especial para o gênero J-POP, ídolo tem outro tipo de significância que, a sua maneira, mantem relações com sua descrição no dicionário.

A aplicação do termo Idol no Japão começou nos anos 60, inicialmente era referido com idol toda cantora ou atriz com idade entre 14 e 16 anos e cantores entre 15 e 18 anos. Aos poucos o uso do termo começou a requerer uma série de regras, sendo referidos com Idol, apenas aqueles cantores que cumprissem tais regras. Essa regras incluem restrições como: Não beber ou  fumar,  namorar ou sair com fãs, apresentar formas de comportamento ofensivo ou agressivo, além de outras restrições.

Quando tais regras são quebradas o artista sofre inúmeras penalizações tanto por parte de sua empresa quanto por seus fãs. Um exemplo recente é o da cantora Sashihara Rino do grupo AKB48, que foi acusada de ter se encontrado com homens durante seu período de trainee, a jovem foi penalizada com a realocação dela no grupo mais jovem da família 48 o HKT48. Outro exemplo que merece ser lembrado é o da cantora Ai Kago ex-integrante do grupo Morning Musume que foi flagrada fumando por duas vezes e depois foi pega saindo com um homem quase 20 anos mais velho do que ela, após esses escândalos Ai foi retirada do Hello! Project, grupo “Mãe” do Morning Musume.

Muitos artistas famosos como Ayumi Hamasaki, Namie Amuro e grupos como Perfume, começaram suas carreiras como idols, mas posteriormente migraram para conceitos mais adultos ou outros estilos musicais.

São diversos os Idols e Idol groups no mercado atualmente, mas como de costume vou dar ênfase aos que a meu ver são mais relevantes.

AKB48:

Algumas integrantes do AKB48 em um dos singles mais recentes “Manatsu no Sounds Good”.

É o primeiro grupo da, hoje, família 48. Surgiu em 2005 idealizado por Yasushii Akimoto, com o conceito “ídolos que você pode encontrar”. AKB é um acrônimo de AKihaBara, bairro no Japão onde está localizado o teatro do grupo no qual são realizadas quase que diariamente apresentações das meninas.

O grupo apresentou conceitos únicos como a divisão em time (Times A,K,B e 4) e a eleição do Senbatsu. Senbatsu é a denominação que é dada ao grupo principal, aquele que frequenta os programas de auditório, lança mais singles e faz mais aparições públicas. Na eleição são escolhidas através de voto entre as 237 (JESUS!) membros as 16 garotas mais populares para integrar o senbatsu. Hoje a família 48 já conta com mais outros grupos como: SKE48, NMB48, HKT48, todos situados no Japão ,o JKT48 que é situado em Jacarta, capital da Indonésia, e o ainda não lançado SHN48 situado em Shangai na China.

Ainda que ao primeiro momento cause estranheza a grande quantidade de membros e que devido essa mecânica de eleição membros com mais talento vocal fiquem apagados pelos membros mais populares, AKB48 merece atenção pela inovação no mercado da música bem como na integração dos membros com os outros meios midiáticos ( inúmeras integrantes fazem participações como MC’s, Atrizes e outros)

Morning Musume:

Morning Musume em “One, Two, Three.” seu 50º Single
(De cima para Baixo da esquerda para a direita: Mizuki Fukumura, Haruka Kudo, Sayumi Michishige, Kanon Suzuki, Haruna Iikubo, Sato Masaki, Erina Ikuta, Reina Tanaka, Riho Sayashi, Ayumi Ishida.)

Eu diria que Morning Musume é o precurssor dos Idol groups como conhecemos hoje, Morning Musume foi criado por Tsunku em 1997 e foi o primeiro grupo a integrar o Hello! Project, Alma Mater de grupos como Berryz Koubou, C-ute e cantoras como Erina Amano e Aika Mistui.

Morning Musume institui o conceito de graduação, onde os membros mais antigos do grupo deixavam o grupo dando a possibilidade de entrada para membros novos através de audições. Ainda que hoje o Morning Musume não faça tanto sucesso quanto antigamente, o grupo merece atenção uma vez que sua formação mutável e menor número de integrantes, se compararmos com AKB48, possibilitam que se de maior atenção às membros mais talentosas.

Outros grupos e cantores merecem também ser lembrados como: Fairies, KinKin Kids, SMAP, Berryz Koubou, C-ute, Nogizaka46, Arashi, Sexy Zone e Super Girls.

Ainda que algumas pessoas olhem com reservas para os Idols, que algumas músicas possuam a profundidade emocional de uma poça d’água e que muitos membros dos grupos peguem carona no talento dos membros mais talentosos, não tenho receios em recomendar que se ouçam músicas dos Idols, mesmo que algumas, como eu já disse, não demonstrem muita coisa, outras mostram que muito mais do que beleza os Idols possuem muito talento.

Idol Groups Playlist

(Notícias de Ultima Hora: Houve uma redistribuição nos times do AKB48 e agora o time 4 não existe mais)

  1. Romão

    Eu acho que os asiáticos têm a imagem de seus ídolos como Deuses, divindades que não tem sua vida própria e que vivem apenas para o entretenimento. Isso é o errado. Os idols são pessoas normais que também tem uma vida pessoal, que tem direito de festar, de gostar de alguém, de tudo…como alguém que não está na mídia. Parabéns pelo post! Gostei bastante, eu também tenho um blog e um dos primeiros posts dele foi sobre o K-pop, algo relacionado com os Idols. Veja, por favor:http://www.sextaclasse.com/

    • José Augusto Neto

      Exatamente. Os fãs asiáticos, em especial os japoneses, realmente idolatram os idols, impedindo os artistas de viver de maneira normal. Esse comportamento é nocivo tanto por idols, quanto pros fãs.
      Pode deixar que eu irei ver seu blog ^^

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s