VMA e outras histórias (Parte II – Final)

Quando comecei a escrever este post, primeiro me coloquei no lugar dos leitores e me – nos – questionei: vocês querem a notícia boa ou a notícia ruim primeiro? Bem verdade que, até mesmo pela estrutura do nosso blog, quase nunca consigo dar o ar de notícia a alguma informação; mas, mesmo assim – teimoso que sou – vocês querem a notícia boa ou ruim primeiro?

Bom, tomei a liberdade de deliberar comigo mesmo e, como sempre respondo, quando alguém me aborda com essa questão, decidi começar pela ruim – ou no caso de hoje, apenas não tão boa -. Há uma explicação simples para optar por começar pela ruim: que a boa seja suficientemente boa para arrefecer, no ínterim em que as informações vão se destilando, a ruim. Sem maiores delongas, afinal, se vocês não se identificarem com a Ally Craig (personagem do filme Remember Me) que gosta de começar as refeições pela sobremesa, vocês concordarão comigo – e, por fim, toda essa explicação será, praticamente, em vão. Então vamos lá!

VMA. Semana passada, eu havia demonstrado toda a minha empolgação perante a premiação que estava prestes a começar e que, por fim, acabou decepcionando a grande maioria. Muitos comentários negativos giravam em torno da mudança do dia da exibição, da concorrência com o discurso do Barack Obama e com a ausência de nomes importantes como Madonna e Lady Gaga.

De fato, tudo isso corroborou para o “fiasco”. Mas, discordando dessa grande maioria – e concordando no comparativo aos VMAs passados – eu gostei. P!nk foi incrível com seu medley Get The Party Started e Blow Me (One Last Kiss); Taylor Swift estava linda – pleonasmo – e divertida em sua performance de We Are Never Ever Getting Back Together; Alicia Keys conquistou com seu novo single Girl On Fire; PSY, agitou com seu viral Gangnam Style; Rihanna empolgou a plateia com os hits Cokiness e We Found Love e sua dança sensu(xu)al; e Frank Ocean, nas palavras da própria MTV: “Ocean turned things down a few decibels for his performance. Flames lit up the VMA stage around a faux campfire, and when the smoke cleared a bit, there was Ocean sitting on a makeshift rock, with the universe illuminated on the screens behind him.”

Dsclp sociedade: eu gostei.

Falando em Rihanna, não podemos deixar passar em branco a sua participação no encerramento das Paralimpíadas. Juntamente com Coldplay, mais especificamente Chris Martin, eles fundaram um novo conceito de “tocha olímpica” transpondo do videoclipe de Princess Of China toda a emoção e cumplicidade que o casal esbanja na interpretação da música, para o centro do Estádio Olímpico de Londres.

Dentro do contexto do belo show que a banda vinha fazendo até então, a participação casou como A Mão e a Luva, de Machado de Assis. A minha única surpresa ruim, foi a participação deslocada de Jay-Z com suas rimas na introdução de Paradise. Ademais, pode-se dizer que tudo saiu no melhor jeito Coldplay: perfeito.

Outra cantora que já falamos anteriormente neste post, pois também se apresentou no VMA, é a P!nk. Volto a ela porque, em seu canal no youtube, a cantora vem divulgando o álbum The Truth About Love através dos chamados Lyrics Videos. Além de ser uma tendência dentre os artistas, por possuir um ar de pré-videoclipe e familiarizar o público com as canções e suas letras, P!nk os tem liberado em contagem regressiva para o lançamento do álbum dia 18, uma estratégia interessante e que tem agradado bastante os fãs – euzinho, por exemplo – . Abaixo, um desses Lyrics Videos de uma das minhas músicas favoritas e que, por sinal, é o próximo single a suceder Blow Me (One Last Kiss). O clipe já foi gravado, mas enquanto não for divulgado, podemos ir nos saciando:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s