Um amor a declarar

Por Yasmin Souza

Um amor a declarar

O lugar de onde venho
é tão belo de sonhar,
assim que amanhece
o sol de rachar
os passarinhos se põe à espiar
o Seu Messias da padaria
com pão-doce a passar:

– Olha o padeiro!

Na Lixeira que Deus me jogou
de parte de cá e de lá
me ajeitei no colo de São Benedito
que sempre esteve a me ninar e guiar,
o santo preto me ensinou
que não havia dor em ser ovelha negra
pois negro tinha seu valor
assim comecei a cantarolar
feito sabiá

Pelas curvas do rio que cresci
nas suas mananciais me fiz doce
para correnteza dos sonhos
me levar a desaguar no mar

Antes tive que reconhecer
a beleza do teu verde
quando te despiram
e o povo se pôs a chorar
pelo teu desestruturar
Resta teu calor
que aquece as almas
sob um glorioso céu do meu país
de gente amorosa e feliz

Aqui os pássaros gorjeiam
como em nenhum outro lugar
junto à eles
vou cantar eternamente
o transpirar da minha raiz
a minha tão amada, Cuyabá.

Yasmin Souza

ao som de:

mais poesias na minha page:

https://www.facebook.com/suasina/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s